Prefeitura de São Paulo anuncia “passaporte” de vacina

Somente pessoas vacinadas contra a COVID-19 poderão entrar em estabelecimentos e eventos
Foto: Ricardo Wolffenbüttel/SECOM

A Prefeitura de São Paulo anunciou uma nova medida que tem causado polêmica.

O prefeito da capital paulista, Ricardo Nunes, anunciou que São Paulo vai desenvolver uma espécie de “passaporte” de vacina. Assim, somente as pessoas que estiverem vacinadas poderão entrar em estabelecimentos e eventos.

Foto: Antonio Molina/FotoArena/Estadão Conteúdo

A ideia da Prefeitura de São Paulo é de que os paulistanos utilizem um aplicativo de celular que vai mostrar, com código QR-Code, se a pessoa está imunizada ou não. Assim, bares, restaurantes, por exemplo, só vão permitir a entrada daqueles que estiverem vacinados contra a COVID-19.

“Vamos lançar nesta semana, a Secretaria de Saúde e a prefeitura de São Paulo, um dispositivo…que ele (estabelecimento) vai poder colocar na sua plataforma a leitura de QR Code que vai ler se a pessoa teve a primeira ou a segunda dose, ou seja, se a pessoa está vacinada e assim ter o seu passaporte para poder adentrar nos eventos autorizados pela Vigilância Sanitária. (…) Os estabelecimentos só vão poder aceitar pessoas que estejam com a vacina. Esse é o passaporte. Se o estabelecimento tiver pessoas sem a vacina e for observado pela Vigilância Sanitária, ele sofrerá multa. Para que evite que eles tomem multa, a gente está oferecendo um mecanismo para que eles possam identificar as pessoas que estão com a vacina”, explicou o prefeito.

Os detalhes do aplicativo do “passaporte” de vacina devem ser anunciados em breve.

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.

Most Popular Topics

Editor Picks