Panic! At the Disco é um dos destaques no 4° dia de Rock in Rio

Red Hot Chili Peppers encerrou a noite, com Anthony Kiedis falando em português

O segundo final de semana do Rock In Rio 2019 começou muito bem!

A galera não chegou ao evento só para ver as bandas, algumas também quiseram eternizar a passagem pela Cidade do Rock de uma forma especial. Foram os casais que disseram “sim” à juíza de paz responsável por todas as celebrações na capela que ganhou fama dentro do festival.

Teve até noivo que decidiu aproveitar a oportunidade para homenagear a banda Panic! At The Disco, com uma roupa inspirada no figurino do vocalista, incluindo chapéu e colete.

Mas, falando de musica (e musica boa): quem abriu o palco mundo nesta quinta-feira foram os caras do Capital Inicial, com um setlist arrebatador cheio de hits!

Um dos destaques da apresentação foi quando o Dinho Ouro Preto fez uma homenagem ao Renato Russo, líder da Legião Urbana. A banda tocou uma versão da música “Tempo Perdido” que foi cantada em coro pelo público.

O Capital Inicial mostrou que as boas bandas de rock brasileiras não ficam atrás em nada comparado as bandas gringas!

Já no Palco Sunset rolou um grande encontro de Hip Hop com artistas como: Rael, Rincon Sapiência e o português do momento Agir, todos eles acompanhados de uma orquestra. Foi sensacional!

Depois foi a vez do Nile Rodgers e a banda Chic. Eles fizeram uma apresentação bem divertida, cheia de hits e tocaram de tudo: desde “Let’s Dance” do David Bowie até “Notorious” do Duran Duran.

No final do show, a galera subiu no palco e transformou o lugar numa pista de dança.

Mais tarde, foi a vez do Panic! at the disco subir no palco mundo. A banda já causou alvoroço a partir do momento que pisaram no aeroporto, na quarta-feira. Então,  imagine como foi a recepção do público quando o show começou?!

Brendon, acompanhado da banda e agora com uma baixista chamada Nicole, chegaram tocando ,“Vitorious” com o palco, literalmente, pegando fogo com os efeitos pirotécnicos.

Mesmo sorrindo enquanto cantava, o líder da banda preferiu não perder tempo interagindo e emendou vários hits. Na setlist teve de tudo que um bom fã queria escutar. Mas, com certeza, o momento mais marcante foi o cover de “Bohemian Rhapsody”, do Queen.

A galera se emocionou ao relembrar esse sucesso do Queen – , que esteve na primeira edição do Rock In Rio em 1985. Aliás, o próprio Queen, liderado por Freddie Mercury, nunca tocou essa música inteira ao vivo, por conta da dificuldade do trecho de Ópera da faixa.

As 00h20 os headliners do Red Hot Chili Peppers arrancaram gritos ensurdecedores dos fãs, muitos deles uniformizados. Todo show do Red Hot é animado demais, mas no Rock in Rio é sempre mais especial…

Uma coisa que chamou a atenção é que o vocalista, Anthony Kiedis que também não costuma conversar com o público,  arriscou algumas palavras em português com a galera. Um fato raro.

Mas, o cara mais carismático da banda continua sendo o baixista Flea, que interage com o publico como ninguém.

Rolaram vários sucessos: “Can’t Stop”, “Dani Califórnia”, “By the way” e “Californication”.

No momento do bis, o guitarrista Josh fez um cover sozinho de “I Don’t Wanna Grow Up” dos Ramones, pra comemorar o aniversário dele.

Para encerrar com chave de ouro, como já é de costume, o Red Hot tocou “Give It Away” -, primeiro hit da banda lançado em 1991.

Antes de deixarem o palco, o baixista Flea e o baterista Chad Smith foram ao microfone agradecer novamente o público brasileiro, enquanto os fogos de artifício iluminavam a Cidade do Rock encerrando o quarto dia de Rock In Rio!

Ainda bem que tem muito mais pela frente…

Confira as fotos:

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.

Most Popular Topics

Editor Picks