Show da P!nk marca a história do Rock In Rio no 6º dia de festival

E o penúltimo dia de Rock in Rio começou com funk! O grande encontro Funk Orquestra reuniu Ludmilla, Buchecha e Fernanda Abreu pra relembrar os grandes sucessos do funk. Teve desde os antigos até o Vai Malandra da Anitta.

Depois, foi a vez do Projota que fez uma apresentação cheia de parcerias. Teve “Sei Lá” com Vitão, “Cobertor” com Giulia B e ainda cantou “Back in Black” do AC/DC.

Pra resumir, o Projota já subiu no palco sabendo que o show seria um sucesso. Com uma banda de apoio muito boa, não teve uma música que não foi cantada pelo público em peso.

Em seguida veio ela, a rainha Anitta. Mesmo não sendo a headliner, com certeza foi a atração mais esperada. Impossível falar do dia hoje e não ouvir “hoje é o dia da Anitta”.

E ela já entrou tirando onda. Colocou um paredão do Furacão 2000 pra relembrar as origens e mostrou que o funk também faz sucesso e representa muito nosso país.

Com algumas trocas de roupas, muita coreografia e muuuito rebolado, a Anitta chegou “tacando” um hit atrás do outro bem na nossa cara.
E o famoso bordão também não ficou de fora: “vocês pensaram que eu não ia rebolar minha bunda hoje?” arrancou gritos ensurdecedores.
Não dá pra negar que a Anitta fez história trazendo o puro funk pra Cidade do Rock.

Voltando pro Palco Sunset teve um encontro muito divertido das meninas do AnaVitória com o baiano Saulo. Com jeito sensível mas bastante animados, os três levantaram a galera!
Inclusive era aniversário da Ana, que recebeu um lindo coro de “parabéns pra você”.
E de surpresa apareceu o Vitor Kley, pra cantar “Pupila” com as meninas. Foi lindo!

Mais tarde, foi a vez dos caras do Black Eyed Peas. Aí o dia se transformou de vez.
O palco mundo virou uma grande balada e a pista de dança foi linda de se ver!

O grupo apresentou a nova integrante Jessica Reynoso -, que substitui a Fergie, mas que só pelos agudos já deu pra entender o motivo dela ter sido escolhida. Que voz.

O setlist contou com grandes sucessos como “Boom Boom Pow”, “Pump It”, a emocionante “Where Is The Love?” e muitos outro. De arrancar suspiros.

Os caras do Black Eyed Peas terminaram o show mostrando que gostam do que fazem e se divertem demais com isso.

Que momento!

Mas o espetáculo da noite e quiçá da história do Rock In Rio foi por conta da maravilhosa P!nk.
Nem precisa ser fã pra dizer que foi um show completo!

Quando falo que foi um espetáculo, não é só porque foi lindo, mas porque foi pensado e planejado na forma de um. Tipo o Cirque du Soleil.
Pra você ter uma ideia, a apresentação foi dividida em 4 atos, com trocas de roupas, cenários diferentes e piruetas, muitas piruetas!
Não sei se você sabe mas a P!nk é bailarina desde os 4 anos de idade!

Além de todas essas acrobacias que encheram os olhos… o mais assustador foi que a P!nk cantou e cantou muito!

Cá entre nós, cantar e performar é uma coisa que poucas cantoras pop conseguem fazer, né?

Com uma banda alinhadíssima, backing vocais perfeitos, bailarinos ensaiados. Foi um show impecável.

Somando tudo isso, já são infinitos pontos pra P!nk

Mas e se eu te falar que essa mulher terminou o show voando 360 graus sob a galera durante a música “So What”?

Sim. Ela tinha total controle do que estava fazendo. Cada vez que ficava de ponta cabeça, girava e parava.

O público ficou dividido entre gritar zilhões de palavrões de tão impressionados com o que viam ou cantarolar a música muito alto.

Pense numa música inteira, fazendo acrobacias em cima do público… ok. Vou parar de repetir. É que realmente foi impressionante!

Um dia pra nunca mais esquecer!

 

1 Comment

  1. meu nome e francisco almeida de souza orço a mix mas de 25 ano curto u muçao ir todos ai um a braço

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.

Most Popular Topics

Editor Picks