Imagine Dragons, Nickelback e Muse encerram com chave de ouro o Rock In Rio 2019

E hoje é aquele dia que o coração fica apertado, porque é o último dia de Rock In Rio!

Antes de chegar nos palcos, vou te contar que teve muito entretenimento pra galera esperar enquanto os shows não começavam.

Além das clássicas roda gigante e tirolesa, a galera podia se divertir no espetáculo Fuerza Bruta. Que é uma mistura de dança e acrobacias de um jeito bem radical.
É um grupo de onze pessoas, seis deles, brasileiros. E galera vive emoções nesse espetáculo: cai até uma chuva no público enquanto rola a apresentação.Todo esse espetáculo do Fuerza Bruta dura quase meia hora e é uma baita experiência.

Outro lugar exclusivo dessa edição é o Nave. Esse espaço é lindo e mostra através de projeções a origem da terra.
Confira algumas imagens na nossa galeria!

Agora vamos falar da paixão nacional, que não… Não é o futebol e sim a música!

E olha, os irmãos Melim estão fazendo isso muito bem. A prova foi ouvir o coro de “Meu Abrigo” e “Ouvi Dizer” com o palco lotado as 17h da tarde. Foi lindo de se ver.

Mais tarde, quem abriu o “Mundo” na Cidade do Rock foi Os Paralamas do Sucesso, quebrando tudo!

E olha…a banda tem uma historia linda no Rock In Rio.

A banda se apresentou na primeira edição do festival, em 1985. Aliás, aquele show ate hoje é um dos favoritos do Roberto Medina, criador do Rock in Rio.

Naquele dia, mais precisamente dia 13 de janeiro de 85, Herbert Vianna, Bi Ribeiro e João Barone fizeram um show histórico, na Cidade do Rock e tocaram músicas como: Óculos e Meu Erro.
Hits que eles tocaram hoje aqui na Cidade do Rock e que continuam fazendo o maior sucesso. Impossível não cantar junto!

Daí, pouco depois, os fogos de artifício anunciavam que os caras do Nickelback estavam chegando!

Essa já é a segunda vez deles no Rock In Rio, mas o vocalista Chad Kroeger disse que vão via a hora de voltar, por isso estavam muito felizes de estarem aqui de novo.

Obviamente não faltaram os grandes sucessos Far Away, Someday, Photograph, How You Remind que fez algumas pessoas que estavam do meu lado chorarem.

Vamos combinar que os sucessos do Nickelback são hinos atemporais. E não há ninguém que nunca tenha escutado uma música deles, né?

Apesar de bastante parados no palco, os caras compensaram no som de boa qualidade! Um presente aos ouvidos.

Depois foi a vez dos caras do Imagine Dragons, considerados uma das bandas de rock mais importantes da atualidade!

E chegaram “os pés na porta” tocando “Believe” -, onde metade da galera presente já perdeu a voz.

Um dos momentos marcantes foi quando o vocalista Dan Reynolds pegou a bandeira LGBTQI+ e fez um discurso sobre a importância de respeitar a diferença entre as pessoas.

Outro momento legal foi a versão de “Bad Liar” feita no piano. Muito boa!

O mar de gente que estava na Cidade do Rock acompanhava perfeitamente todos os comandos do Reynolds, parecia um filme tamanha a sincronia. Ele também parecida estar bastante a vontade já que em determinado momento ficou apenas com um shorts colado. A galera pira!

Mas com certeza o mais especial do show foi Radioactive. A batida, a entrega total da banda e claro, a pista cantando junto… foi lindo demais!

Obrigadam, Imagine Dragons!

O Muse tinha a difícil tarefa de encerrar o Rock in rio 2019 de um jeito incrível. E eles conseguiram!

Os britânicos subiram ao palco dispostos a dar um espetáculo musical e visual, com direito a muitas luzes e dançarinos.

Destaque para a música Uprising e SuperMassive Black Hole -, musica que fez muita gente conhecer a banda, já que a faixa faz parte da trilha sonora de Crepúsculo.

Outro momento emocionante, foi quando rolou “Dig down”, gospel, com Matt no piano.

Falando no Matthew…
O que não faltaram foram solos de guitarra! E vozeirão, claro…

O cara tem um controle incrível da voz e faz o que quer sem desafinar.

Durante Mercy, Matt desceu na galera, ganhou uma bandeira do Brasil e cantou os últimos versos enrolado nela, enquanto caía uma chuva de papel picado do palco.

Outro ponto alto foi a música “Starlight” que o Matt jogou pra plateia e a galera completou o refrão.

Um show pra entrar pra história do Rock in Rio 2019, que já deixou saudade…

O que será que vem em 2021? A Mix vai estar lá!


Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.

Most Popular Topics

Editor Picks